Família é envenenada por chumbinho no almoço do Dia das Mães

0
7

Um homem é considerado suspeito de envenenar a ex-namorada e a família dela durante o almoço do Dia das Mães, neste domingo. Débora Regina Belo Soares, de 22 anos, e oito de seus parentes foram hospitalizados logo após a refeição. A polícia suspeita de que o ex-namorado de Débora, conhecido como Kiko, misturou chumbinho a um tempero por não aceitar o fim do relacionamento.

Débora está em estado grave no Hospital da Restauração. Entubada, ela respira com ajuda de aparelhos.

Os outros parentes têm quadro de saúde estável, sem risco de morte, mas não há previsão de alta médica. Talisson Gomes, Valquilene Maria Soares, Nilva Maria da Silva, Augusto Francisco Soares e Reginaldo Francisco Soares também estão no Hospital da Restauração. Já na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões, em Camaragibe, Região Metropolitana de Recife, estão internados José Edson Soares da Silva, de 21 anos, Vilma Maria Soares, de 48, e uma menor de 16 anos.

O gato da família morreu envenenado.

Para o delegado Adyr Almeida, titular da Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, não há dúvidas de que se trata de uma tentativa de homicídio.

Segundo relatos de testemunhas à polícia, o homem tentou reatar o namoro com Débora no sábado. Depois desse encontro, o suspeito teria armado o envenenamento. Os policiais encontraram um pigmento preto na comida, preparada no sábado. Depois de comer, Débora passou mal e foi levada ao hospital. Como os parentes não ligaram o mal-estar à refeição, voltaram a ingerir o alimento no almoço de domingo.

Júlia Cople e Louise Queiroga
Jornal Extra