Brasileiro poderá ter documento de identidade digital único a partir de julho

0
19

O cadastramento poderá ser feito por meio de aplicativo em Smartphones disponível em processadores Android e IOS.

Foto divulgação TSE.

Imagina reunir todos os documentos em uma única ferramenta. Essa é a promessa do Documento Nacional de Identidade, lançado hoje (5) e que vai reunir informações como o CPF, certidão de nascimento e de casamento e título de eleitor.

O documento vai utilizar informações da Receita Federal e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do TSE, que é órgão com o maior cadastro biométrico do Brasil, com mais de 73 milhões de pessoas cadastradas com foto e impressão digital.

De acordo com o ministro do Planejamento, o documento terá o custo de R$ 0,10 por habitante. A expectativa é que, a partir de julho, o documento esteja disponível para todos os cidadãos.

O cadastramento poderá ser feito por meio de aplicativo em Smartphone disponível em processadores Android e IOS. Depois do cadastro no aplicativo, o cidadão terá que comparecer ao TSE para validar os dados e dar início à geração do documento.

Da Agência Brasil