Zilma de Melo: Palavras se perdem no tempo… E exemplos se perpetuam.

0
54
Imagem: Autor Desconhecido

Nossa vida, mais parece um elástico, em determinadas situações parece que as horas se esticam, os dias ganham linha e crescem, como se determinadas situações fossem eternas, por mais que estejamos acelerados, o tempo segue ao inverso.

Click e baixe nosso app.

Rádio Formosa de Ponta

Quando tudo finalmente se ajusta , achamos o fio da linha que se arrastava. A companhia é agradável, o lugar é bom, tudo parece um sonho, mas ai, o tempo ganha asa, a hora que tanto se esticou agora se retrai e parece minuto, o dia que tanta corda ganhou agora se compacta em um rápido novelo. Enquanto a vida anda, tanto lenta quanto rápida, estamos ai, mudando o mundo e ele nos mudando; Se pararmos para pensar qual o legado que deixaremos nesta vida, o que realmente contribuímos para um futuro mais humano, onde haja mais fé na vida e como os homens de amanhã irão lutar pela natureza e propagar o bem.

Imagem: Autor Desconhecido

Talvez, se de repente o indexador desta caminhada for o exemplo que eu deixar e por acaso, meu filho que aprendeu com meus exemplos e não com a minha fala, passou da mesma forma para o filho dele.

Seria possível então concluir, que o mundo é feito de pequenos pedaços e mesmo quando não estamos mais nesta vida, ou seja, quando nossos olhos já se fecharam para sempre, em algum lugar em um pequeno pedaço do mundo, em grandes ou pequenas ações estará a marca que deixarmos e assim só o tempo dirá se valeram mais minhas palavras que se perderam no tempo ou os exemplos que se perpetuaram.

Zilma de melo

Jornalista e Bióloga